BRA_FestivalBoiBumba

No coração da Amazônia brasileira fica sua capital, a cidade de Manaus, porta de entrada para a Amazônia brasileira, uma gigantesca reserva com mais de 4.000 quilômetros quadrados, que abrange nove estados brasileiros e onde se situa a maioria dos quase 210 povos indígenas do país.

Manaus é um destino perfeito para os praticantes do ecoturismo, pois conta com importantes parques e reservas ecológicas. O turista tem a possibilidade de poder observar animais típicos da região, como o peixe-boi-amazônico além de diversas espécies de araras.

Mas se estivermos em Manaus durante o mês de junho não devemos deixar de fazer um passeio pela Ilha de Parintins, localidade onde acontece um dos eventos folclóricos mais famosos do Brasil: o boi-bumbá que ocorre no final do mês de junho. Em um espaço especialmente construído, o “bumbódromo”, 4.000 pessoas se dividem em dois grupos rivais, Caprichoso e Garantido. Tais grupos disputam a preferência do público em um espetáculo de cores, danças, ritmo e animais fantásticos, que encenam a morte e ressurreição de um boi.

O boi, ao que faz referência o nome do Festival, é o protagonista do evento uma vez que, de acordo com a lenda, foi sacrificado pelo seu cuidador por capricho de sua esposa. Mais tarde, com medo das consequências de seu ato, tentaria ressuscitar o animal recorrendo vários tipos de ajuda: um curandeiro, um sacerdote e através do som de um tambor.

No começo a festa era realizada com uma única bandeira, a vermelha, com um boi branco que tem um coração vermelho desenhado na testa e foi batizado com o nome de Garantido. Mas com o passar do tempo surgiu um novo grupo, que não estava de acordo com a forma de comemorar a festa. Este grupo foi batizado com o nome de Caprichoso e seu estandarte é uma bandeira azul com um novo boi, mas desta vez preto com uma estrela azul desenhada na testa. Agora, os bois Garantido e Caprichoso se enfrentam em um duelo de dança, música, representações e desfiles, onde se tenta demonstrar qual dos dois é o melhor boi.

A grandeza desta festa reside no carinho em que é preparada, o que a torna um espetáculo único cujos participantes a cada ano estão desejosos de desfrutar da receptividade de sua gente, de seu patrimônio natural e da diversidade cultural que passou pelo país deixando seus vestígios.

 

“Após o encontro do Rio Solimões com o Rio Negro, o rio Amazonas recupera seu nome perto da cidade de Manaus, onde a IBEROSTAR atraca uma das joias de seu exclusivo grupo Grand Collection: o Grand Hotel-Ship Amazon, um hotel flutuante superluxo, ‘all inclusive’ integral, para maiores de 10 anos, onde poderemos penetrar nos lugares mais recônditos da natureza.”