caribe-dominicana-los-hataises

O Parque Nacional dos Haitises é um paraíso onde o viajante amante da natureza terá todas as suas expectativas atendidas. Criado em 1976, no nordeste da República Dominicana, na Baía de Samaná, e localizado em Sabana de la Mar e nas províncias de Monte Plata e Samaná. Seu nome significa terra alta ou terra de montanhas, embora as colinas ou montículos (elevações de rocha calcária muito comuns no Caribe denominadas “montegos”) não ultrapassem os 40 metros de altura, oferece uma grande quantidade de colinas, corredores e vales, assim como cavernas repletas de pictogramas e petróglifos.

Sua configuração hidrográfica divide o Parque em duas zonas: a bacia do rio Yuna, com duas desembocaduras e vários rios, e a zona de Miches e suas lagoas e Sabana de la Mar. Por outro lado, sua formação terrestre consiste em um sistema de cavernas onde se destacam os desenhos nas grutas da Reyna, San Gabriel e La Línea. Os montículos e abrolhos que configuram a zona, apesar de terem a mesma origem cársica oferecem uma diferença nos vales que os formam: o fundo dos abrolhos da Baía de Samaná estão mais perto do nível do mar do que o resto, portanto estão ocupados pela água de mar.

A flora dos Haitises está muito marcada pela pluviometria da região, uma das mais altas do país. Conta com duas zonas muito diferentes: a do bosque úmido subtropical e a do bosque muito úmido subtropical, ambos com suas espécies mais representativas: cabirma santa (guarea trichiliodes), cedro, sumaúma, mogno e pau-ferro, além de múltiplas espécies de orquídeas. Por isso, um passeio de barca é uma das melhores opções para o viajante. Estas pequenas embarcações não costumam ser muito caras e podem ser alugadas negociando o preço em Caño Hondo ou Sabana de la Mar, onde é possível contratar os serviços de um guia que será bastante necessário para poder entrar em certas zonas e desfrutar do parque em todo o seu esplendor.

Por outro lado, a fauna é uma das mais ricas e de maior representatividade nacional. Conta com uma grande quantidade de espécies endêmicas, nativas e migratórias, entre as quais se destacam o pelicano, a tesourinha, o papagaio-de-hispaniola ou diversas espécies de corujas. Também é possível encontrar peixe-boi nos mangues dos abrolhos, hutias, uma grande população de morcegos nas grutas e uma infinidade de répteis, entre os quais se destacam a jiboia e as tartarugas marinhas.

Além disso, a paisagem é uma das mais chamativas de todo o país. A impressionante Baía de San Lorenzo e suas múltiplas ilhotas repletas de vegetação, ou o Cayo de los Pájaros, onde as tesourinhas e pelicanos sobrevoam continuamente, permitirão que o viajante consiga um álbum de fotos considerável.

 

Para comer: Na localidade de Caño Hondo, situado entre piscinas naturais, o restaurante e hotel Paraíso Caño Hondo é uma excelente opção para degustar a variedade de cozinha crioula da região. Não deixe de experimentar o café dominicano estilo camponês ou a pesca do dia.

 

Os hotéis da IBEROSTAR Hotels & Resorts, na República Dominicana, levam o visitante aos recantos mais belos da ilha através de 6 luxuosos complexos situados em Bayahibe, Playa Bávaro e Puerto Plata. Sua excelente localização permite que o cliente percorra a ilha e descubra todos os seus segredos.”