ESP_De ruta por Andalucía

As maravilhas culturais, naturais e humanas da Andaluzia são realmente inumeráveis. Andaluzia não é somente folclore, Andaluzia é natureza, esporte, tradições, mescla cultural, surpresa…

Córdoba merece uma boa visita. É a cidade palaciana de Medina Azahara e, em seu interior, está o bairro judeu com seus pátios onde é uma maravilha sentir-se perdido. Além de ser Patrimônio Imaterial da Humanidade, Córdoba vale a pena por sua Catedral, no coração da antiga mesquita.

Sevilha é sempre um referencial cultural dentro e fora da Andaluzia. Os Reales Alcázares, a Catedral, a terceira maior do mundo, só superada em tamanho pela romana de São Pedro e a de São Paulo, em Londres, e a Giralda, o minarete primo-irmão da Koutubia, em Marrakech, Marrocos.

Em Cádiz se destacam as suas praias e os esportes que aproveitam a força do vento para desafiar o mar: windsurfe e também o surfe. E de mar e vento entendiam muito os fenícios, aqueles antigos comerciantes do mar que fizeram o porto da cidade de Cádiz, o mais antigo do Mediterrâneo.

A cidade de Jaén tem um castelo que parece um barco rodeado por verdes mares… Suas oliveiras. É verdade também que a província de Jaén tem dois expoentes universais do Renascimento: Úbeda e Baeza, Patrimônio da Humanidade desde 2003.

Andaluzia é natureza e isso fica refletido não somente em seu litoral: o Parque de Cazorla, Segura e Las Cuatro Villas; os marismas de Huelva ou o Coto de Doñana são, ao longo de todo o ano, referências de acontecimentos naturais únicos no mundo: migrações de aves, a berrera… Em Antenquera, onde há uma igreja por cada domingo do ano, está a Serra de El Torcal, lugar natural e telúrico para muitos. O Parque Nacional de Doñana é Reserva da Biosfera e e Patrimônio da Humanidade desde 1994. Para muitos, também é o espaço natural mais internacional da Andaluzia.

Falar de Granada é lembrar de La Alhambra mas também Sierra Nevada, onde se encontram dois lugares top: a estação de esqui mais meridional da Europa e o ponto mais alto da Península, o Mulhacén, um autêntico Kardun europeu.

E a Málaga vale a pena viajar pelo seu clima, suas impressionantes praias e… a cultura! A cidade se reinventou de maneira fascinante e o Museu de Pablo Ruiz Picasso é uma das paradas imprescindíveis. Na província, Ronda, com seu “tajo” e a Feira Goyesca, única no mundo, também é uma boa desculpa para uma viagem…

Almería é deserto e cinema, mas também praias e, sobretudo, embora não exclusivamente, nudistas e natureza, com o Cabo de Gata diante de qualquer escolha quando se procuram paisagens virgens.

 

“O sul da Espanha seduz e essa sedução é vivida com toda a intensidade durante umas férias na Andaluzia. Os resorts e hotéis na Andaluzia do IBEROSTAR Hotels & Resorts colocam à sua disposição os melhores serviços para desfrutar uns dias maravilhosos em família ou a dois.”