Em Palma de Maiorca, uma estrada em direção norte se afasta das multidões e se adentra nas entranhas da Serra de Tramuntana. Só é preciso um quarto de hora para estar em Valldemossa, um povoado rodeado por montanhas onde durante vários anos viveram o pianista Frédéric Chopin e sua amante, a escritora George Sand. O ilustre casal instalou-se na Cartuxa de Valldemossa, famosa por seu campanário de cerâmica verde, situada no coração do povoado, um lugar privilegiado onde ele compôs sublimes partituras e ela escreveu livros como Um inverno em Maiorca, onde narra suas vivências na ilha.

Em um passeio pelas ruas estreitas do centro histórico de Valldemossa é possível seguir os vestígios de personagens como Santiago Rusiñol, Rubén Darío ou Miguel de Unamuno. Seu espírito romântico continua intacto, em especial na Calle de la Rectoria, com portas e sacadas repletas de vasos com flores e plantas.

A caminhada é um bom prelúdio da visita ao centro Costa Nord, o Centro de Interpretação da Serra de Tramuntana, situado na entrada de Valldemossa. Este moderno espaço expositivo mostra os atrativos culturais e naturais da zona, destacando a figura do Arquiduque Luis Salvador da Áustria, que chegou a Maiorca para realizar um trabalho sobre as Ilhas Baleares e, depois de visitar a zona norte, começou a comprar terrenos para construir casas, mirantes e capelas, todos eles ligados entre si por uma extensa rede de caminhos.

O centro foi promovido pelo ator Michael Douglas, apaixonado pela Serra Tramuntana e proprietário da fazenda de S’Estaca, construída pelo Arquiduque no século XIX.

De Valldemossa é fácil chegar ao povoado de Deià. Famoso por ser um lugar típico e também por causa dos artistas que passaram longas temporadas ali, atraídos pela magia de suas inspiradoras paisagens: Julio Cortázar, Ava Gardner, Robert Graves, Eric Clapton, Mike Oldfield ou Mark Knopfler são apenas algumas das personalidades que passearam pelas ruas serpenteantes do centro, se banharam em sua enseada e degustaram o típico pa amb oli ou a ensaimada e o café em algum de seus terraços ao pé da estrada.

Um dos lugares mais belos do povoado, com linda vista para o mar, situa-se no alto da colina: o cemitério. Um lugar encantador, onde uma pequena e nada pretensiosa lápide indica o lugar onde está enterrado Robert Graves, tão apaixonado por Deià que escolheu descansar ali para sempre.

 

“A excelente localização dos hotéis IBEROSTAR, em Maiorca, distribuídos por toda a ilha, constitui uma oportunidade inigualável para descobrir todos os seus segredos.”